domingo, 13 de julho de 2008

Nas ânsias negras dos meus pensamentos


Então começo a respirar e o silêncio que muitas vezes eu procuro como forma de me confortar e me fazer pensar, no momento está me aterrorizando...Mas ao fundo , escuto algumas músicas vindo da vizinhança, mas isso...isso não me conforta...Estou sentindo algo que não sei como explicar, a cada respiração parece que cem mil facas são enfiadas no meu peito...Mas afinal o que é isso que estou sentindo?...Por que estou sentindo isso?...E então de repente eu coloco uma música no midia player, mas não adianta é pior ainda, as lágrimas brilham no cantinho dos meus olhos e eu as seguro, não quero que elas caiam mais uma vez, não hoje...não por algo que eu nem sei explicar...Prometi que não iria chorar, só por quem merecesse meu choro, prometi não mais chorar como forma de desabafo, prometi não mais ser fraca...Prometi parecer inteira pra todos mesmos que esteja quebrada pro dentro...Ninguém precisa saber o quanto sou fraca e covarde, ninguém precisa saber da criança que existe dentro de mim...Ninguém precisa saber dos vários sorrisos falsos...da máscara que uso pra viver...Ninguém precisa saber quem realmente sou...Porque se soubessem não entenderiam...Porque se soubessem me julgariam...Porque se soubessem, minha dor seria levada com desdém...É algo que guardo aqui dentro, na esperança de sufocá-lo...A dor é somente minha e de mais ninguém...Mas já vai passar, não é sempre assim...Quero apenas dormir...

3 comentários:

Paulinho disse...

Respeito as dores alheias eu tenho...
Mas esse negócio de falar que você é fraca e covarde eu não admito... vc é muito forte e importante pra muita gente.. você tem pessoas que tem amam incondiconalmente e que vão estar com você sempreee, seja pra sorrir ou chorar, estamos no mesmo barco!!


TE AMOOOOOOOOOOO!

Flor disse...

É apenas em alguns momentos q me sinto assim...Mas se sou forte, é pq lembro q tenho pessoas q gostam d mim e q se importam comigo! Obrigadaaaa!!!!!!!!
T amoooo muitãooooooo!
=**

Sara Albuquerque disse...

Querida Flor... :)
Às vezes, esconder-se atrás de sorrisos nem sempre faz bem. Fiz isso durante muito tempo e agora tento consertar. Tento não transparecer para as pessoas que ainda sou frágil e que me apego a pequenas coisas, mas, no fundo, eu sei quem realmente sou e é essa menina ainda existente que conta, que age e que toma decisões, precipitadas ou não. Lembre-se de uma coisa: chorar não é sinal de fragilidade e sim de sensibilidade. E ser sensível é uma virtude de poucos. Acredite que você tem o potencial de decidir as coisas de forma mais coesa e válida do que os outros, porque você não só apenas presenciou, mas Interiorizou e sentiu de verdade. Um conselho: chore e escreva! No final, você terá belos sentimentos (tristes ou alegres) no papel e será mais fácil analisá-los quando parte deles (escrito) está fora do seu coração.

Viva! :) Demonstre raiva, quando estiver com raiva. Revolta, quando revoltada. Angústia, quando angustiada. As pessoas devem gostar de você tanto pelas qualidades como os medos que você sustenta. Felicidade não é viver sorrindo! Felicidade é sentir a plenitude dos sentimentos! ^^

Gostei do seu cantinho. Passarei aqui mais vezes. :)

Abraços.